Uma vida mais feliz à mesa

Postado em
22 Julho 2011

Parece que esta semana meu anjo da guarda colocou a senhora Reflexão para me fazer sinal a cada esquina. Primeiro, foi o evento da Natura - e a importância de reverenciarmos nossos avós -, que comentei em recente post (quer ler? Clica aqui). Agora são as criações do chef Cesar Sperotto. Um encanto. Cesar passou dois anos estudando o mercado internacional de alimentos orgânicos infantis e pesquisando a viabilidade de trabalhar aqui no Estado somente com fornecedores de ingredientes orgânicos certificados. E assim nasceu a Organic Baby, uma empresa dedicada ao preparo de refeições saudáveis e 100% livres de agrotóxicos para bebês e crianças. Sempre que me falam em "refeições saudáveis", eu lembro do momento sagrado que é sentar à mesa. Muitas vezes, meu pecado é devorar qualquer coisa na frente do computador para não cair estatelada no chão. Apesar de muitas vezes ser uma opção necessária, pois tem dias em que o trabalho não dá trégua, isso não deixa de ser uma punição pra mim. Porque poucas coisas são mais gratificantes do que parar, sentar e saborear uma comidinha fresca, boa, com cheirinho e gostinho de casa. A gente tem que se dar esses pequenos prazeres cotidianos. Bom, mas eu estava contando sobre o chef Cesar Sperotto e as papinhas da Organic Baby. As receitas não levam conservantes e açúcar e utilizam somente ingredientes de produtores certificados por lei. O cardápio está dividido em três fases de acordo com o desenvolvimento infantil - para crianças entre 6 meses e 3 anos. O sal é adicionado somente nas papinhas da terceira fase (acima de 1 ano de idade). A proposta do Cesar é entregar em casa uma comidinha fresca, recém preparada. Eu, por enquanto, sou apenas mãe do lhasa Bento, mas já sei que ia adorar que minha campainha tocasse e do outro lado tivesse alguém preocupado com o bem-estar da minha família.